top of page

Assinaturas do médico

Paciente
assinaturas

0

0

Webinar
Vaccinating

DECLARAÇÃO DE EMERGÊNCIA MUNDIAL

DECLARAÇÃO DE EMERGÊNCIA MUNDIAL DEVIDO A DOENÇAS E MORTES ASSOCIADAS ÀS “VACINAS COVID-19”   

 

Nós, médicos e cientistas do mundo, declaramos uma Emergência Mundial devido a Doenças e Mortes Associadas aos produtos que estão sendo usados como “vacinas COVID-19”.

Atualmente estamos sendo testemunhas de um excesso de mortalidade naqueles países onde a maioria da população foi inoculada. Esse excesso de mortalidade não foi abordado pelas Instituições de Saúde nacionais e internacionais, e até o momento não foi suficientemente investigado.

O alto número de mortes súbitas em jovens saudáveis que foram inoculados com os produtos conhecidos como “vacinas COVID-19” é particularmente preocupante.

Nos sistemas oficiais de monitoramento e vigilância de eventos possivelmente relacionados à vacinação de diferentes países, da Comunidade Européia e da OMS tem havido um alto número de óbitos que estão temporariamente associados à administração dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19” , bem como diversas deficiências e eventos graves que exigiram hospitalização e levaram a incapacidades permanentes. O número de notificações é inédito na história da vacinação.

Simplesmente considerando os relatórios do (i) VAERS dos CDCs, (ii) do sistema de cartão amarelo do Reino Unido, (iii) do Sistema Australiano de Monitoramento de Eventos Adversos, (iv) do sistema Eudravigilance da Europa e (v) do banco de dados Vigiaccess da OMS, até o momento existem mais de 11 milhões de notificações de eventos adversos após a inoculação e mais de 70.000 mortes associadas à administração de produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”.

Portanto, consideramos que estamos diante de uma emergência médica, que deve ser tratada como tal por todos os Estados, por todas as Instituições de Saúde e por todo o pessoal médico do mundo.

As medidas urgentes que devem ser tomadas são:

1.  Interrompa as campanhas de inoculação que utilizam os produtos conhecidos como “vacinas COVID-19” e interrompa qualquer ato relacionado a eles, em todo o mundo.

 

2. Realizar autópsias completas de todos os casos de morte súbita ocorridos em pessoas saudáveis antes de receber os produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”, bem como de qualquer morte em que haja suspeita de ter sido causada direta ou indiretamente pelos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”.

 

3. Implementar programas de detecção precoce de eventos cardiovasculares, que podem levar a mortes súbitas, com análise de D-dímeros e troponina em todas as pessoas inoculadas com os produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”.

 

4. Implementar programas de pesquisa e tratamento para vítimas de eventos adversos dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19”

 

5. Análises independentes de frascos de Pfizer, Moderna, Astra Zeneca, Janssen, Cansino, CoronaVac, Sinovac, Sputnik V e qualquer outra marca dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19” que estão sendo utilizados. Essas análises devem ser realizadas por grupos de pesquisa que não sejam financiados por nenhuma empresa farmacêutica. Os resultados devem ser divulgados ao público de forma completa e oportuna, de forma detalhada e livre de conflitos de interesse.

 

6. Realização de estudos sobre as interações entre os diferentes componentes dos produtos conhecidos como “vacinas COVID-19” e seu efeito molecular, celular e no organismo.

 

7. Implementação ativa de programas de compensação para qualquer pessoa que desenvolveu uma doença ou deficiência que afetou sua subsistência ou que causou alguma deficiência como consequência de ter sido inoculada com qualquer produto conhecido como “vacinas COVID-19”.

 

8. Implementação ativa de programas de compensação aos familiares de qualquer pessoa que tenha falecido em consequência do recebimento de qualquer produto conhecido como “vacinas COVID-19”.

 

Com base em tudo exposto acima, DECLARAMOS UMA EMERGÊNCIA MUNDIAL DEVIDO A DOENÇAS E MORTES ASSOCIADAS À “VACINAS COVID-19”. Diante desta declaração, exigimos que as Agências Reguladoras que supervisionam a segurança de medicamentos e as instituições de saúde de todos os países, juntamente com instituições internacionais como a OMS, PHO, EMA, FDA UK-MHRA, TGA e NIH respondam prontamente à nossa declaração e atuem de acordo com as oito medidas aqui expostas.

Para adicionar sua assinatura, preencha um dos formulários abaixo.

Assine aqui se for médico ou profissional de saúde

Deseja tratar on-line pacientes danificados por vacinas ou Covid? Por favor registreaqui.

Assine aqui se você é ou conhece uma vítima da vacina

Select an option

Deseja procurar um profissional médico para tratar os danos causados pela vacina ou a doença Covid? Visite aqui.

bottom of page